Advogado agride adolescente em Palmas por usar camiseta de Bolsonaro, acusa mãe do garoto

Está repercutindo nas redes sociais um vídeo de uma mãe relatando que seu filho foi agredido em Palmas, por este estar usando a camiseta do candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL). No vídeo ela fala que o agressor é um advogado, que em nota negou a acusação.

Segundo a mãe, o agressor é presidente da comissão dos Direitos Humanos da OAB/TO. “Agrediu uma criança de 14 anos por estar com uma camisa do Bolsonaro e detonou a bicicleta do menino e bateu nele utilizando um taco de beisebol”, relata a mãe no vídeo divulgado no YouTube. 

O advogado citado no vídeo é Edy César, em nota, (leia abaixo do vídeo) ele relatou que em nenhum momento houve agressão.

Nota de Esclarecimento do advogado:

Após participar da mobilização pacífica em repúdio a candidatura de Jair Bolsonaro #elenão realizada em Palmas neste sábado, 29, no Parque dos Povos Indígenas, afirmo publicamente que NÃO COMETI NENHUMA AGRESSÃO CONTRA NINGUÉM, muito menos contra uma CRIANÇA.

Acompanhado da minha família, esposa, filha e amigos que havia participado do ato, aconteceu o seguinte fato: ao me dirigir para o estacionamento percebi duas pessoas, sem camisa, jogando pedras nos veículos que estavam parados próximos à praça e ofendendo manifestantes.

Diferente do que foi afirmado nas redes sociais locais, no ocorrido não houve NENHUM TIPO DE AGRESSÃO. Ou seja, não houve nenhuma agressão, lesão ou confronto corporal.

Preocupado com a segurança das pessoas que estavam próximas a mim, apenas pedi com firmeza para que os meninos se retirassem dali e parassem com provocações em um ambiente que não tinha essa finalidade. Afinal, a mobilização contou com a participação de crianças, jovens, mulheres e várias pessoas idosas que se mobilizaram pacificamente.

A pessoa em questão, ao contrário do que vem sendo afirmado, estava descamisado, depredava veículos e proferia ofensas e xingamentos às pessoas que passavam, intimidando os participantes com o spray de pimenta que portava.

A notícia é tão falsa que o vídeo postado nas redes sociais não mostra absolutamente nenhuma violência física contra qualquer pessoa .

Defendo e sempre defendi a democracia e a liberdade de expressão. Não acredito em violência e nunca agi dessa forma. Diferente do que as pessoas que apoiam a candidatura do deputado Jair Bolsonaro pregam.

Vale destacar que a mobilização de ontem teve como objetivo justamente isso: mostrar que o caminho que queremos seguir é o do respeito às diferenças, da paz, amor, direitos iguais e da busca por uma sociedade mais igualitária. Esses são os valores que carrego comigo.

Reafirmo, não pratico ou pratiquei nenhuma violência.
Acredito e confio que a Justiça será feita.

Edy César

Fonte: Opinião Crítica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *